Contato
Entrar
Boa Tarde - Quinta-feira, 19 de Outubro de 2017
Notícias  |  Esporte

Tite aceita convite da CBF e assume a seleção no lugar de Dunga

Treinador comunicou ao Corinthians e não estará nem no banco na partida de hoje contra o Fluminense

Fonte: Dassler Marques, Diego Salgado e Rodrigo Mattos Do UOL, em S
Data: 16/06/2016 ás 07:16:45
Reprodução Tweeter

Um dia depois da demissão de Dunga na tarde da ultima terça-feira (14), a seleção já tem um novo técnico: Tite. O treinador deixou o Corinthians, que ocupa a quarta colocação no Brasileiro, e passará a comandar o Brasil.

A informação foi divulgada em primeira mão pelo presidente do clube paulista, Roberto de Andrade, na tarde desta quarta-feira (15). Internamente, a CBF confirmou a informação a aliados de que está tudo certo com Tite. Posteriormente, Walter Feldman, secretário-geral da CBF, disse que a questão salarial e contratual ainda será formalizada nesta quinta-feira.

"Não fizemos nenhum movimento com Tite desde o encontro de ontem", afirmou o cartola, que se disse surpreso com entrevista ríspida do mandatário corintiano. "A partir de agora iniciaremos os movimentos profissionais com o técnico", prosseguiu.

"A formalização do convite e os entendimentos necessários para a formulação do contrato se iniciarão amanhã pela manhã. Com o diálogo que tivemos ontem, acredito que tudo está bastante encaminhado. Mas, evidentemente, têm outras questões contratuais e salarias que estão ainda para ser discutidas".

O agora ex-treinador corintiano, porém, não comandará o Brasil na Olimpíada do Rio, em agosto. O cargo será de Rogério Micale.

"Tite a partir deste momento não trabalha mais conosco. Ele aceitou o convite da CBF. Hoje à tarde foi o último treino dele", afirmou o dirigente corintiano em entrevista coletiva.

"No jogo de quinta [contra o Fluminense] não dirige mais o time. Fui a primeira pessoa que ele comunicou, faz duas horas. Achava que ele não iria, fui surpreendido. Não pensei em nomes. Vou pensar nisso agora", explicou Roberto de Andrade.

De acordo com Roberto de Andrade, o treinador será acompanhado dos auxiliares técnicos Cleber Xavier e Matheus Bacchi e do gerente de futebol Edu Gaspar. A tendência grande é de que o preparador físico Fábio Mahseredjian, o analista de desempenho Fernando Lázaro e o preparador de goleiros Mauri Lima sejam compartilhados entre Corinthians e seleção.

Segundo a CBF, Gaspar foi sugestão da própria CBF referendada por Tite. Mas a informação é de que foi o técnico que pediu. "O que tivemos foi uma primeira discussão programática. Eles tiveram uma conversa de 2h40. Foi extraordinário. Ambas as partes ficaram de pensar. Combinamos que voltaríamos a conversar. Foi uma conversa muito republicana. Vocês ficariam surpresos", completou Feldman.

Questionado se guardaria algum ressentimento de Tite, o presidente do Corinthians rasgou elogios ao técnico e agradeceu o trabalho dele à frente do clube do Parque São Jorge.

"De forma nenhuma [fiquei chateado], tenho que agradecer a ele e a todos os que estão acompanhando o Tite na CBF", falou Roberto de Andrade, que disse estar "puto" com a CBF.

O acerto de Tite com a CBF confirma o que já era indicado pelas movimentações da entidade nos últimos dias. Além de Dunga, foi dissolvida toda a comissão técnica da seleção, que teve também a saída do dirigente Gilmar Rinaldi.

Tite se reuniu por três horas com Marco Polo Del Nero, presidente da CBF, na noite de terça, mas só deu a resposta na quarta, após ouvir a família e conversar com dirigentes corintianos.

Tite na seleção já havia se tornado quase unanimidade entre torcedores nos últimos anos. Após uma breve passagem pelo Al-Wahda, venceu seu primeiro Campeonato Brasileiro pelo Corinthians em 2011. No ano seguinte, se consagrou ao levar o alvinegro à inédita conquista de Libertadores e, na sequência, do Mundial de Clubes.

No fim de 2013 deixou o Parque São Jorge, e esperava o convite da seleção brasileira após a Copa de 2014. A CBF, entretanto, escolheu Dunga, em uma decisão que magoou o ex-corintiano. No ano passado, Tite voltou ao alvinegro, e mais uma vez teve sucesso, conquistando o Brasileiro.

 Roberto de Andrade ataca a CBF

Na mesma entrevista em que anunciou o acerto de Tite com a seleção brasileira, o presidente corintiano, Roberto de Andrade, atacou a CBF por não tê-lo consultado durante o processo. Além de o secretário-geral da entidade, Walter Feldman, ter ido à público para esclarecer o ocorrido, a confederação também se posicionou em seu site oficial.

  • A-
  • A
  • A+
Nenhum comentário foi encontrado, sejá o primeiro a comentar esta notícia.
PUBLICIDADE

Carregando...

Seu MAC: CCBot/2.0 (http://commoncrawl.org/faq/)
Copyright © 2017
Todos os direitos reservados.
Desenvolvido e Hospedado por: