Contato
Entrar
Boa Noite - Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017
Notícias  |  Agronegócios

Pesquisa mostra que aumenta número de mulheres na administração das propriedades rurais

MULHERES EM CAMPO

Fonte: Assessoria de Imprensa do SENAR
Data: 30/06/2017 ás 07:14:16
Mulheres no campo - reprodução Senar

Uma pesquisa da Associação Brasileira de Marketing Rural e Agronegócio (ABMRA), realizada pela consultoria IEG-FNP Agribusiness intelligence apontou que a presença da mulher em funções de decisão nos empreendimentos rurais passou de 10% para 31% nos últimos quatro anos. Esta pesquisa revela ainda que 81% dos entrevistados consideram essa participação muito importante ou vital.
 
De acordo com o superintendente do SENAR-MT, Otávio Celidonio, em Mato Grosso se observou um aumento de mulheres nos programas Academia de Liderança e Sucessão Familiar. "Além disso, também tem crescido a participação delas na liderança dos Sindicatos Rurais de Mato Grosso e, nas posições de liderança no setor do agronegócio", destaca Celidonio.
 
Com essa mudança no panorama agropecuário, houve também um aumento na demanda para qualificar e capacitar estas mulheres para atuarem na gestão das propriedades rurais. O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR- Brasil), criou, num primeiro momento, o programa "Com Licença Vou à Luta" que foi reformatado e, atualmente tem o nome de Mulheres em Campo.
 
Já em Mato Grosso, o programa nasceu com o nome Mulheres Empreendedoras Rurais, em setembro de 2016. A necessidade de capacitação e qualificação era tão grande que nos últimos quatro meses do ano passado foram realizadas nove turmas, qualificando assim 140 mulheres.
 
Em 2017 a demanda continuou a crescer em Mato Grosso e o programa, seguindo as mudanças do SENAR- Brasil,  passou a se chamar Mulheres em Campo. No primeiro quadrimestre foram iniciadas turmas em Confresa, Tabaporã, Nova Mutum, Santa Terezinha, Araputanga, Campo Novo do Parecis, Sorriso e Colíder.
 
Ao todo são seis módulos que abordam assuntos como empreendedorismo, gestão financeira, planejamento estratégico e até diagnóstico da propriedade. Neste mês de junto há módulos sendo realizados em Chapada dos Guimarães, Aripuanã, Paranaíta, Vila Bela da Santíssima Trindade, Cláudia e em Nova Canaâ do Norte.
 
Para a produtora Cristiana Tomaz Berticeli, de 40 anos, que tem propriedade no município de Claudia e é uma das participantes do Mulheres em Campo que está acontecendo em seu município, o programa está lhe fornecendo ferramentas para aperfeiçoar a administração e a contabilidade da sua propriedade. "Eu sempre ajudei meu marido nessa área, mas não estava preparada. Sou professora e sentia a necessidade de conhecer melhor as áreas de contabilidade, gestão e também a área financeira".
 
A mobilizadora do Sindicato de Produtores Rurais de Claudia, Maria Ferreira acrescenta que os módulos já realizados sobre a área financeira, administrativa e, da contabilidade mobilizou as participantes desta primeira turma. "Elas já estão divulgando a importância do curso e convidando outras mulheres para ingressar na próxima turma", conta animada.
 
O presidente do Sindicato de Produtores Rurais de Cláudia, Sérgio Dalmaso Ferreira, acrescenta que o programa é um sucesso e que a demanda já é grande para as próximas turmas. "A agricultura é uma atividade instável e precisa muito de planejamento. Este programa está trazendo muito conhecimento e ferramentas que auxiliam muito os produtores rurais. Tenho certeza que essa qualificação vai trazer muitos benefícios e, inclusive, influenciar a economia da região".

  • A-
  • A
  • A+
Nenhum comentário foi encontrado, sejá o primeiro a comentar esta notícia.
PUBLICIDADE

Carregando...

Seu MAC: CCBot/2.0 (http://commoncrawl.org/faq/)
Copyright © 2017
Todos os direitos reservados.
Desenvolvido e Hospedado por: