Contato
Entrar
Boa Tarde - Quinta-feira, 19 de Outubro de 2017
Notícias  |  Esporte

River Plate torna milagre em passeio e vai às semifinais da Libertadores

Fonte: Gazeta Esportiva
Data: 22/09/2017 ás 03:15:03
Juan Mabromata/AFP

Para muitos, o River Plate precisava de um milagre nessa quinta-feira para ir às semifinais da Copa Libertadores da América. Foi com esse espírito a equipe entrou em campo, apoiada por um estádio Monumental de Nuñez completamente lotado de crentes na virada improvável. O que ninguém esperava é que tanta tensão fosse se transformar em um prazer quase que alucinógeno em tão pouco tempo. Os bolivianos do Jorge Wilstermann não souberam como agir em Buenos Aires diante de uma vantagem de 3 a 0, conquistada em Cochabamba. Perdidos, acabaram virando presas fáceis para o gigante da América, que não teve dó e aplicou uma histórica goleada por 8 a 0 nos adversários.
 
A vaga na semifinal da Libertadores está garantida, aliás, desde o fim do primeiro tempo do confronto dessa quinta. Agora, os Millonarios terão pela frente outro compatriota, o modesto, mas tradicional time do Lanús, que despachou o San Lorenzo nos pênaltis e poderá decidir a vaga na final em casa, em La Fortaleza.
 
E apesar da aula de futebol dada por todo o time do River, tal feito não poderia deixar de ter um protagonista. Ignacio Scocco tinha apenas um gol na Libertadores. O centroavante marcara apenas quatro tentos em sua breve passagem pelo Internacional de Porto Alegre, em 2013. Nessa quinta, Scocco foi às redes cinco vezes, e de quebra deu uma assistência.
 
Com apenas 19 minutos de jogo, o placar já era 3 a 0 para Scocco e a vantagem do Wilstermann já tinha ido para o espaço. Antes do intervalo, Enzo Pérez anotou o quarto e levou definitivamente os Millonarios à loucura.
 
Alguém poderia pensar: ‘mas se o Jorge Wilstermann fizer um gol, avança’. Verdade. Mas, como? Os bolivianos entraram em estado de choque, sequer chegavam ao gol de Lux. Veio a segunda etapa, e o ar de drama rapidamente foi se tornando descontraído, até mesmo engraçado pelos os torcedores, que pareciam não acreditar no que estavam presenciando.
 
Com apenas 40 segundos da etapa final, Scocco marcou mais um, aproveitando cochilo da defesa rival após a cobrança de um escanteio. Seis minutos depois, Ignacio Fernández também entrou na brincadeira e deixou o seu, mas todos os holofotes voltaram para Scocco, que de novo foi fatal após uma falha de marcação do Wilstermann.
 
O golpe final veio ainda aos 21 minutos em uma jogada que representou bem a facilidade dos donos da casa. Enzo Pérez saiu com a bola dominada da sua intermediária e, acreditem, foi com ela até a área boliviana, sem ser incomodado ou ter de se preocupar em passar a mesma para um de seus companheiros. Um golaço, ou um gol que nada tem a ver com a disputa de quartas de final de Copa Libertadores da América.
 
Marcelo Gallardo, então, resolveu poupar alguns de seus atletas mais cansados. Luxo que o técnico não se furtou a usar já aos 25 minutos do segundo tempo. E como era de se esperar, Ignacio Scocco, o improvável, saiu de campo ovacionado pelo Monumetal de Nuñez.
 
Após isso, os argentinos tiraram o pé, talvez por pena, talvez por cansaço. Ao Jorge Wilstermann restou aguardar o apito final do árbitro. A equipe da Bolívia deixa a Libertadores 2017 com uma campanha histórica, mas diante de um vexame maior do que qualquer feito.

  • A-
  • A
  • A+
Nenhum comentário foi encontrado, sejá o primeiro a comentar esta notícia.
PUBLICIDADE

Carregando...

Seu MAC: CCBot/2.0 (http://commoncrawl.org/faq/)
Copyright © 2017
Todos os direitos reservados.
Desenvolvido e Hospedado por: