NOTÍCIA | AGRO SUSTENTÁVEL

Mato Grosso está entre os 5 Estados com força para superar efeitos da pandemia em 2021, aponta consultoria

O levantamento foi feito pela Tendências Consultoria Integrada e publicado em reportagem do jornal O Estado de São Paulo, no domingo (23.08)

Por: Carol Sanford | Secom-MT
Publicado em 25 de Agosto de 2020 , 06h30 - Atualizado 25 de Agosto de 2020 as 06h33


Reprodução - Secom MT

Mato Grosso foi apontado como um dos cinco Estado brasileiros que terão força econômica para superar os efeitos da pandemia da Covid-19 e encerrar 2021 com Produto Interno Bruto (PIB) 1,4% acima dos índices de 2019 (antes da pandemia). O agronegócio será o propulsor da melhora na economia mato-grossense.

O levantamento foi feito pela Tendências Consultoria Integrada e publicado em reportagem do jornal O Estado de São Paulo, no domingo (23.08). Também foram citados os Estados de Mato Grosso do Sul, Pará, Rio de Janeiro e Goiás.

De acordo com a análise, o cenário positivo se dará, principalmente, em razão das commodities agrícolas e minerais. No caso de Mato Grosso, a estrutura produtiva da região, pouco sensível à dinâmica nacional, garantirá o reflexo positivo na economia.

“A atividade econômica do ano que vem dependerá de uma série de condicionantes, como a própria evolução da pandemia e o reflexo de questões políticas na agenda econômica, com destaque para a questão fiscal”, apontou o economista da Tendências, Lucas Assis.

Apesar do índice positivo de Mato Grosso, a Região Centro Oeste terá queda de 2,1% no PIB. O que deve puxar para baixo o resultado do Centro-Oeste é o desempenho do Distrito Federal, muito dependente dos serviços públicos. Já Mato Grosso do Sul deve ser o Estado mais resiliente no biênio 2020-2021 e deverá exceder em 2,7% o PIB de 2019. 

RC Sistemas
Faculdade Anhanguera
Soluti - Exatas Contabilidade
Sicredi
Covid-19
Auto Posto Arinos LTDA
Jud
Jumasa
Exatas Contabilidade




MAIS NOTÍCIAS


Inviolável



Interessado em receber notícias em seu e-mail?
Nós o notificaremos e prometeremos nunca enviar spam.


2002 - 2020 © showdenoticias.com.br