NOTÍCIA | MAIS EMPREGOS

Saldo de empregos em MT é o maior do Centro-Oeste em 2020

Caged: mais de 23,82 mil novas vagas de trabalho formal. Outubro foi o 5º mês positivo, graças ao comércio

Por: Marianna Peres (Diário de Cuiabá)
Publicado em 28 de Novembro de 2020 , 07h55 - Atualizado 28 de Novembro de 2020 as 07h59


Reprodução

Mato Grosso segue líder na geração de novos postos de trabalho com carteira assinada no Centro-Oeste.

Dados atualizados e divulgados nesta sexta-feira (27) pelo Ministério da Economia mostram que de janeiro a outubro foram criadas 23.825 vagas.

No País, é o quarto melhor resultado no acumulado de 2020.

Além de ser o maior gerador de empregos formais da região, o Estado - graças às demandas do comércio e do setor de serviços – completou em outubro o quinto mês seguido de saldo positivo.

No mês passado, entre contratados demitidos, Mato Grosso criou 6.783 postos novos.

Desse total, quase 50% - 3.322 vagas – foram abertas no comércio, o setor que mais vem gerando oportunidades de colocação e recolocação de trabalhadores no mercado, seguido por serviços, com outras 2.218 vagas.

Todas as cinco principais atividades econômicas de Mato Grosso – indústria, agropecuária, construção civil, comércio e serviços – fecharam o mês de outubro com saldo positivo: 373 vagas, 457 vagas, 413 vagas, 3.322 e 2.218 vagas, respectivamente.

Ainda conforme o Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), no mês passado houve a contratação de 33.577 trabalhadores e a demissão de 26.794, o gerou um saldo de novas vagas de 6.783.

Comprando os saldos, o de outubro é o segundo melhor do Estado em 2020, atrás apenas do registrado em junho, quando o resultado apontou a geração de 6.790 postos formais.

No Centro-Oeste, o melhor desempenho mensal vem de Goiás, com 8.805 novas vagas criadas. Considerando o acumulado do ano, Mato Grosso lidera com 23.825 novas frentes formais, seguido por Goiás, com 22.550 vagas. Mato Grosso do Sul contabiliza outras 11.799. O Distrito Federal é o único estado da região que segue eliminando postos, com mais demissões do que contratações. Nos dez primeiros meses desse ano soma cortes de 14.572 postos.

Ainda conforme os dados divulgados ontem, o mês foi positivo nas cinco regiões do país, com destaque para o Sudeste, onde o saldo ficou em 186.884 postos e no Sul, com resultado de 92.932.

No Nordeste, foram criados 69.519 empregos formais, no Centro-Oeste, 25.024 e no Norte, 20.658 vagas.

Houve também performance positiva em todas as unidades federativas em outubro, com destaque para São Paulo (119.261 novas vagas), Minas Gerais (42.124) e Paraná (33.008).

Em termos relativos, os estados com maior variação em relação ao estoque do mês anterior foram Santa Catarina, Ceará e Amazonas.

MAIS UM RECORDE - Pelo quarto mês consecutivo, o Novo Caged registrou saldo positivo na geração de empregos.

Foram abertas 394.989 vagas com carteira assinada no mês, resultado de 1.548.628 admissões e de 1.153.639 desligamentos, melhor resultado não apenas para 2020 como também o melhor da história.

O desempenho reforça a retomada da economia brasileira após os efeitos econômicos gerados pela pandemia de Covid-19.

O estoque, que é a quantidade total de vínculos ativos, em outubro, chegou a 38.638.484, variação de 1,03% em relação ao estoque do mês anterior.

No acumulado do ano, apesar do saldo negativo em 171.139, decorrentes de 12.231.462 admissões e de 12.402.601 desligamentos, o país perdeu menos empregos em 2020 do que nas crises de 2015 e 2016.

Dos cinco grandes grupamentos de atividades econômicas, quatro tiveram saldo positivo no emprego em outubro.

O principal foi o setor de serviços, que abriu 156.766 novas vagas. No comércio foram criados 115.647 postos, na indústria, 86.426 e na construção, 36.296.

Sicredi
Exatas Contabilidade
Covid-19
RC Sistemas
Jumasa
Auto Posto Arinos LTDA
Soluti - Exatas Contabilidade
Jud




MAIS NOTÍCIAS


Inviolável



Interessado em receber notícias em seu e-mail?
Nós o notificaremos e prometeremos nunca enviar spam.


2002 - 2021 © showdenoticias.com.br