NOTÍCIA | VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

Juara tem redução de violência contra a mulher no primeiro quadrimestre de 2020.

Importante lembrar que a violência contra a mulher não é apenas a violência física, mas também, difamação, injuria e agressão verbal.

Por: Redação Show de Notícias / PJC de Juara
Publicado em 22 de Maio de 2020 , 08h28 - Atualizado 22 de Maio de 2020 as 08h31


Reprodução/ Show de Notícias

Recentemente, as vereadoras Marta Dalpiaz (Republicanos), Ulliane Patrícia (MDB) e a deputada Janaína Riva (MDB) realizaram uma live para chamar a atenção sobre a violência contra a mulher em Juara.

O Show de Notícias acompanhou as vereadoras ao gabinete do delegado Carlos Henrique, onde as vereadoras colheram os dados junto a Polícia Judiciária Civil e o mais importante, segundo o delegado, é que esse ano ainda não tivemos nenhuma feminicídio,

Confira os números da violência contra a mulher em Juara em 2019 e nos primeiros quatro meses do ano e crimes relacionados a violência doméstica no período de janeiro 2019 à abril 2020.

Lesão Corporal 104

Ameaça 86

Injúria 57

Difamação 03

Importante lembrar que a violência contra a mulher não é apenas a violência física, mas também, difamação, injuria e agressão verbal.

Dr. Carlos também destacou a importância da criação de um local para acolhimento das mulheres vítimas de violência doméstica, para que ela seja retirada do convívio com o agressor, que, na maioria das vezes está dentro da própria casa.

Outra coisa que o delegado destaca como importante, é que a violência contra a mulher não está apenas nos bairros periférico, mas, também, em residências onde o poder aquisitivo é bastante elevado e, na maioria das vezes, a dependência financeira é fator determinante para que a vítima não denuncie o agressor.

O delegado destaca que, na grande maioria, as vítimas chamam a polícia quando estão sendo agredidas, mas, quando chegam na delegacia, acabam não representando contra o agressor e até retiram a queixa, usando uma desculpa qualquer.

Denúncia e socorro:

É importante ressaltar que todos os canais de denúncia e socorro continuam funcionando normalmente, mesmo no período de isolamento social por conta do novo coronavírus (Covid-19). Estão à disposição os disques-denúncia 190, 197, 180 e 181. Além disso, as delegacias (PJC-MT) também estão com atendimento presencial normal, assim como a Patrulha Maria da Penha (PM-MT), que faz rondas para atendimento às vítimas que possuem medida protetiva.


Faculdade Anhanguera
Auto Posto Arinos LTDA
Jumasa
Covid-19
Judô
Soluti - Exatas Contabilidade
Sicredi
RC Sistemas




MAIS NOTÍCIAS


Inviolável



Interessado em receber notícias em seu e-mail?
Nós o notificaremos e prometeremos nunca enviar spam.


2002 - 2020 © showdenoticias.com.br