NOTÍCIA | PARCERIA NO CAMPO

Parceria é salientada por Carlos César Floriano

A existência de um comércio livre e desimpedido é um importante elemento para o fortalecimento de uma agricultura sustentável.

Por: Carlos César Floriano - CEO do Grupo VMX
Publicado em 17 de Abril de 2021 , 08h36 - Atualizado 17 de Abril de 2021 as 08h39


Assessoria de Imprensa do Grupo VMX Agro
O CEO do Grupo VMX Agro, Carlos César Floriano considera que Brasil e Estados Unidos possuem similaridades, como o fato de serem grandes produtores e exportadores de produtos agrícolas e celebra esta importante parceria.
 
A ministra Tereza Cristina, da pasta da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, se comunicou por videoconferência na terça-feira, 6 de abril de 2021, com o secretário de Agricultura dos Estados Unidos da América, Tom Vilsack. A cooperação entre os dois países na área agrícola, com troca de informações baseadas na ciência e compromissos com a produção sustentável pautaram a reunião.
 
A ministra brasileira reafirmou o interesse do Ministério da Agricultura em fortalecer os laços históricos de colaboração com o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos. Ela lembrou também que o ano de 2021 deverá ser marcante para a definição do caminho rumo ao desenvolvimento sustentável através do reforço da importância de manter mecanismos ágeis e transparentes de diálogo entre os dois países.
 
Para Carlos César Floriano, “os Estados Unidos é um importante parceiro comercial, ficando atrás somente da China e da União Europeia quando o assunto é a exportação do agronegócio brasileiro”, explica.
 
Tereza Cristina não deseja permitir que as preocupações com o meio ambiente se transformem em barreiras ao comércio. A existência de um comércio livre e desimpedido é um importante elemento para o fortalecimento de uma agricultura sustentável.
 
“As conversas e negociações entre a ministra brasileira e o secretário americano sobre cooperação e sustentabilidade na área agrícola devem abrir ambientes favoráveis para novas exportações brasileiras”, comenta Carlos César Floriano.
 
Na videoconferência, a ministra também ressaltou a necessidade de os países do AG-5 (Estados Unidos, Brasil, Canadá, Argentina e México) discutirem questões baseadas na ciência, para desmistificar dúvidas ligadas à agricultura. Cada vez mais existem interrogações e é preciso garantir para o mundo que a agricultura pode ser produzida de maneira saudável e segura, respeitando o meio ambiente.
 
O secretário americano também reforçou o compromisso dos Estados Unidos para tratar adequadamente sobre as mudanças climáticas por meio de pesquisas, afinal a inovação desempenha um papel importante para ajudar na adaptação, mitigação e nos ajustes necessários para essa nova realidade que todos os países precisam enfrentar.
 
Tom Vilsack também comentou na reunião sobre a cúpula do clima que está sendo organizada pelo governo dos Estados Unidos, prevista ainda para o mês de abril, e afirmou que o seu país está preparado para assumir compromissos com o mundo conforme o estabelecido pelo Acordo de Paris. O presidente Joe Biden já preparou uma proposta de infraestrutura bastante ousada para negociação no Congresso e, se aprovada, servirá de base de investimentos consideráveis para energia limpa no país.
 
Os participantes da videoconferência também se solidarizaram com as famílias das vítimas da pandemia de Covid-19 nos dois países.
Jud
Auto Posto Arinos LTDA
Sicredi
Exatas Contabilidade
RC Sistemas
Covid-19
Soluti - Exatas Contabilidade
Jumasa




MAIS NOTÍCIAS


Inviolável



Interessado em receber notícias em seu e-mail?
Nós o notificaremos e prometeremos nunca enviar spam.


2002 - 2021 © showdenoticias.com.br