NOTÍCIA | TESE CONFIRMADA

Primeiro biênio da Câmara de Vereadores de Juara carimba tese do Faro Fino.

Vamos a uma análise nua e crua, mais crua do que nua, dessa situação.

Por: Amigo Faro Fino
Publicado em 20 de Dezembro de 2022 , 08h51 - Atualizado 20 de Dezembro de 2022 as 09h50


Reprodução

Os dois primeiros anos da 10ª legislatura da Câmara de Vereadores de Juara, cravou um carimbaço na Tese Farofinística mais famosa da politica brasileira.

Aquela tese de que, Na Política, o que era antes não é hoje, o que é hoje, não é amanhã e o que se espera do amanhã, não acontecerá jamais.

Vamos a uma análise nua e crua, mais crua do que nua, dessa situação.

Já no período entre a campanha, eleição e posse, muita coisa mudou entre os novos participantes da Câmara de Vereadores.

Primeiro:

A vereadora mais votada da eleição de 2020 e da história de Juara, levou consigo para o legislativo, um colega de partido que só foi com ela até a eleição da mesa diretora de 2021.

Na eleição da mesa, formada por Léo Boy (PL), Zé Galvão (PV), Eduardo do Boxe (SD) e Luciano Olivetto (PL), os vereadores Wellington Martins (UB), Marta Dalpiaz (RE) e Sandy de Paula (UD), se uniram e votaram contra a chapa única encabeçada pelo presidente, que foi reeleito.

Com o passar do tempo, veio a eleição para deputado estadual, federal, senador, governador e presidente da república e a vereadora Sandy candidatou-se a deputada estadual, talvez, contando com o apoio do colega de parlamento que ela trouxe para o legislativo, graças a sua expressiva votação. Só que não, ele resolveu seguir caminhos diferentes e apoiou Janaina Riva.

Tudo ia muito bem (+ou-) até chegar à eleição da mesa diretora para o biênio 2023/2024. Eu disse ia!

Vejamos agora a diferença da atual eleição, com a primeira.

Na primeira eleição, Léo Boy conseguiu 06 votos, tendo consigo os companheiros de PL, Luciano Olivetto e Eraldo Markito, porém, desta vez, Markito e Olivetto, deixaram Léo abandonado e foram para o lada da vereadora Sandy que votou contra eles em 2021.

Marta Dalpiaz e Mônica Costa, que se elegeram juntas no REPUBLICANOS, já se separaram na primeira disputa de mesa, Mônica foi com Léo e Marta votou com Sandy, contra o atual presidente.

Zé Galvão, eleito pelo PV, foi vice-presidente da atual Mesa Diretora, acabou sendo apenas testemunha da chapa da Sandy e teria sido decisivo na eleição dela.

E o Luciano Olivetto, único reeleito para o cargo que ocupa, foi primeiro secretário do Léo, mudou de lado e continuará na primeira secretaria de Sandy.

Uma autoridade sugeriu ao Faro Fino, que falasse que Galvão foi eleito com financiamento do empresariado da direita radical e se aliou ao principal vereador que representa a esquerda (Olivetto). Então!

Já que tocamos no assunto direita esquerda, a ideia parece ter sido formar uma chapa de direita para não votar junto com alguns da esquerda e perder com dignidade, o “tiro” saiu pela culatra. Justiça não permitiu.

Mas a confirmação principal da Tese Farofinística, veio da vereadora Marta Dapliaz, que fazia parte da chapa que foi impugnada e na hora do voto, surpreendeu a todos e votou com a Sandy.

Por outro lado, isso só demonstra que não temos partidos políticos realmente no Brasil.

Aos olhos deste farejador, foi o posicionamento mais sensato de todos que estavam na chapa de oposição.

E viva o Faro Fino, que continuará atento a tudo.

E vem mais coisas por aí. Aguardem.

Com diz alguém com muita propriedade: “quem não tem as manhas, não entra não, sem o auxílio de um profissional”


Auto Posto Arinos LTDA
Exatas Contabilidade
Soluti - Exatas Contabilidade
Sicredi

JUARA MATO GROSSO




Interessado em receber notícias em seu e-mail?
Nós o notificaremos e prometeremos nunca enviar spam.


2002 - 2024 © showdenoticias.com.br