Pelo segundo ano consecutivo, cuiabana tira nota 1000 no Enem

Além de Thaís de Oliveira, apenas outras 52 pessoas no Brasil conseguiram o feito

Por: Mídia News/Jad Laranjeira
Publicado em 19 de Janeiro de 2018, 10h01 - Atualizado 19 de Janeiro de 2018 ás 10h10


Pelo segundo ano consecutivo, a cuiabana Thaís Fonseca Lopes de Oliveira, de 18 anos, conseguiu tirar a nota 1000 na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).
 
O resultado saiu na manhã de quinta-feira (18). Além dela, apenas outras 52 pessoas conseguiram atingir a nota máxima em todo o Brasil.
 
No ano passado, quando chegou a estudar 13 horas por dia, a jovem havia ficado entre os 76 que também receberam a nota máxima.
 
Estudante do colégio Salesiano São Gonçalo, Thaís disse em entrevista ao MidiaNews que ficou muito feliz e surpresa ao conferir o resultado da prova.
 
“Eu estava confiante de novo em ter uma nota boa, devido a todo apoio que tive dos professores da minha escola. Mas não esperava tirar 1000 de novo”, contou.
 
Apesar de não ter estudado o tema da prova - “Desafio para a formação educacional de surdos no Brasil" -, a jovem afirma que se sentiu mais confiante devido à preparação que recebeu de seus professores com ajuda em temas relacionados.
 
“O tema foi inesperado. No entanto eu estava mais confiante por causa da preparação. E também, como eu tirei 1000 no ano passado, vi que era capaz de me sair bem de novo”.
 
“Eu não sabia nada sobre aquele assunto. Nós não trabalhamos aquele tema espeficamente no colégio, mas trabalhamos outros temas associados à educação e à inclusão. Então, na hora esse treinamento anterior me capacitou para escrever”, relatou.
 
E é um engano imaginar que dessa vez a jovem se empenhou mais para obter o melhor resultado. No ano passado, também em entrevista ao MidiaNews, Thaís chegou a dizer que estudava 13 horas por dia. Desta vez reduziu a carga.
 
“Antes estudava 13 horas por dia. Esse ano eu tentei reduzir a minha carga de estudo para diminuir a ansiedade. Com a maturidade, percebi que eu não precisava exagerar. Sabia que precisava aproveitar meu tempo, mas que não precisava estudar tanto. Agora estudava umas 10 horas no máximo”, disse.
 
Agora que terminou o Ensino Médio, a estudante busca uma vaga em Medicina em alguma universidade do Centro-Oeste. Para isso, também pretende fazer vestibular.
 
Para quem deseja se sair bem no Enem, ela dá uma dica: “O segredo é prestar atenção nas aulas, saber que todos os temas podem complementar para te ajudar na hora da prova e treinar bastante a redação”.
 
Foto: Mídia News

 

Auto Posto Arinos LTDA
Sicredi
Judô
Faculdade Anhanguera
RC Sistemas
Jumasa
Exatas Contabilidade

0 | COMENTÁRIO
Nenhum comentário foi feito até o presente momento.




MAIS NOTÍCIAS

Inviolável


Interessado em receber notícias em seu e-mail?
Nós o notificaremos e prometeremos nunca enviar spam.

CADASTRE-SE



2002 - 2018 © showdenoticias.com.br