NOTÍCIA | DIPLOMAÇÃO

Democrata sugeriu que o político que não cumprir sua missão não deverá ser reeleito em 2022

Democrata sugeriu que o político que não cumprir sua missão não deverá ser reeleito em 2022

Por: MidiaNews/Thaiza Assunção e Douglas Trielli da Red
Publicado em 18 de Dezembro de 2018 , 11h25 - Atualizado 18 de Dezembro de 2018 ás 11h32


Alair Ribeiro/MidiaNews

O governador eleito Mauro Mendes (DEM) falou, durante diplomação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), na noite desta segunda-feira (17), sobre os desafios que irá enfrentar em sua gestão.

 

Em um discurso de pouco mais de nove minutos, o democrata citou a crise, dificuldades financeiras, mudanças no cenário político e afirmou que a grande vitória ocorrerá daqui a quatro anos, quando ele conseguir cumprir as promessas feitas ao longo da campanha.

 

“Eu acredito muito neste Estado. Acredito que todos nós poderemos fazer aquilo que é preciso ser feito, muito embora isso possa causar, em um primeiro momento, alguns constrangimentos. Mas teremos que ter essa determinação e, acima de tudo, esse amor por este Estado que vivemos”, disse.

 

“Hoje, nós estamos comemorando a primeira etapa da vitória que conquistamos. Mas a grande vitória será daqui a quatro anos, quando pudermos ter a certeza de que cumprimos o nosso papel, que fizemos aquilo que precisava, e que o nosso Estado será verdadeiramente melhor”, afirmou.

 

Além de Mendes, foram diplomados 24 deputados eleitos e reeleitos, oito deputados federais e dois senadores.

 

Em seu discurso, o governador eleito disse que todos os diplomados precisam entender que o resultado das eleições mostra o desejo do eleitorado por mudanças. Ele afirmou que a sociedade tem grandes expectativas com os novos agentes políticos.

 

“Precisamos compreender o papel que cada um de nós teremos nesses próximos quatro anos, porque agora os ventos da mudança vieram tão fortemente sobre o nosso País e sobre o nosso Estado. Teremos que compreender aquilo que cada um precisa, pode e deve fazer”, disse.

 

“Aqui, nesse Mato Grosso, eu não precisaria dizer a nenhum de nós o quanto o Estado passa por um momento de incertezas e dificuldades. Compreendemos isso e sabemos que será centrado no trabalho, na coragem, marca tão peculiar de tantos e tantos brasileiros que para cá vieram, construindo aqui os seus sonhos, lutando tantas e tantas vezes, enfrentando tantas e tantas batalhas, e muitas delas ainda não vencidas”, afirmou.

 

Sem reeleição

 

Por fim, Mauro sugeriu que os eleitos que não cumprirem com seus papéis não deverão ser reeleitos no próximo pleito.

 

“Dizia muito na eleição que recuperar Mato Grosso, colocar este Estado nos trilhos novamente de desenvolvimento, não é uma tarefa para um homem só. É uma tarefa para cada um de nós que aqui vivemos. O sonho, a esperança, vontade, para que possamos vencer essa guerra contra a ineficiência do setor público, para vencer essa guerra contra a infraestrutura, que é precária”, disse.

 

“E a todos nós será reservado um papel nessa missão. Se não fizermos, daqui quatro anos estarão outros atores aqui, falando novamente de sonhos, de esperanças, daquilo que é preciso ser feito. Coragem é a marca deste Estado e de milhares de mato-grossenses. Precisaremos ter muita coragem e compreender o desafio que é colocar esse grande gigante, que é Mato Grosso, nos trilhos do desenvolvimento”, completou.

 

Sicredi
Exatas Contabilidade
Jumasa
Judô
Auto Posto Arinos LTDA
RC Sistemas
Faculdade Anhanguera

0 | COMENTÁRIO
Nenhum comentário foi feito até o presente momento.




MAIS NOTÍCIAS

Inviolável


Interessado em receber notícias em seu e-mail?
Nós o notificaremos e prometeremos nunca enviar spam.


2002 - 2019 © showdenoticias.com.br