Gávea
Lauro Motos



Grupo ligado a Taques assume o PPS; Marrafon será presidente

Ex-chefe da casa Civil, José Adolpho, será o tesoureiro da sigla; com mudanças, Percival perde espaço

Por: Mídianews/DOUGLAS TRIELLI
Publicado em 03 de Fevereiro de 2018, 08h35 - Atualizado 05 de Fevereiro de 2018 ás 06h33


Alair Ribeiro/MidiaNews

O secretário de Estado de Educação, Marco Aurélio Marrafon, foi nomeado presidente regional do Partido Popular Socialista (PPS), por meio de uma comissão provisória. A decisão foi divulgada nesta sexta-feira (02) pelo presidente nacional da sigla, deputado federal Roberto Freire (SP).

Marrafon vai substituir o ex-prefeito de Rondonópolis, Percival Muniz, que perdeu as eleições em 2016 para José Carlos do Pátio (SD).

“Levamos o diálogo ao extremo e fechamos os novos membros com os históricos. Importante dizer que o mandato do ex-prefeito Percival [como presidente] estava vencido desde novembro de 2017, ou seja, não houve destituição. Nós respeitamos o Percival”, disse o secretário ao MidiaNews.

Além de Marrafon, que se filiou à sigla na quinta-feira (1º), outro membro do secretariado do governador Pedro Taques (PSDB) faz parte do novo diretório do PPS. O secretário-presidente do Desenvolve MT, José Adolpho, será o tesoureiro da sigla.

Werley Peres, que foi secretário de Saúde de Cuiabá, será o segundo-vice-presidente. A advogada Luciana Serafim será a primeira-secretária geral. Já Francisco Wagner Simplício, que foi secretário de Saúde de Várzea Grande, será o vice-presidente.

A comissão provisória, nomeada por Freire, terá validade de 60 dias. As negociações para as trocas vinham ocorrendo desde novembro do ano passado.

“O PPS nacional e os membros dos movimentos políticos Agora! e Livres selaram acordo de união e renovação política dos quadros do partido em Mato Grosso. A nova comissão diretiva estadual atuará alinhada aos ideais republicanos, propondo um Estado mais simples, menos burocrático e menos desigual”, disse o secretário.

Candidatura:

Marrafon afirmou, por fim, disse que ainda vai decidir sobre uma eventual candidatura a deputado federal.

Caso isso ocorra, terá que deixar o comando da Educação até a primeira semana de abril.

Nos bastidores, a informação é de que o secretário tem aval do governador Pedro Taques no projeto.

“Meu interesse é preparar o movimento e a agenda de políticas públicas para o Estado. Depois, em abril, é possível que eu pense na pré-candidatura. Se isso ocorrer, será para deputado federal”, completou.

Veja os novos dirigentes do PPS em MT:
Presidente: Marco Aurélio Marrafon
1º – Vice-presidente: Francisco Wagner L. Simplício
2º – Vice-presidente: Werley Silva Peres
Secretário-geral: Valdir Adão Macagnam Jr.
1º – secretário-geral: Luciana Serafim da Silva
Tesoureiro: José Adolpho de L. A. Vieira
1º – Tesoureiro: Jurandir Antonio Francisco


0 | COMENTÁRIOS
Nenhum comentário foi feito até o presente momento.



MAIS NOTÍCIAS

Inviolável


Interessado em receber notícias em seu e-mail?
Nós o notificaremos e prometeremos nunca enviar spam.

CADASTRE-SE



2002 - 2018 © showdenoticias.com.br