NOTÍCIA | ACUSADO DE ASSASSINATO

MP-MG não se opõe à contratação de goleiro Bruno pelo Operário

Mesmo com a repercussão negativa da torcida, o Operário não desistiu da contratação do goleiro.

Por: Ana Flávia Corrêa GD
Publicado em 18 de Janeiro de 2020 , 07h36 - Atualizado 18 de Janeiro de 2020 as 07h41


Reprodução
Ministério Público do Estado de Minas Gerais (MPE-MG), afirmou que não irá colocar obstáculos na possível contratação do goleiro Bruno Fernandes pelo Clube Esportivo Operário Várzea-grandense, time da baixada cuiabana.
 
Documento foi assinado nesta quarta-feira (15) pelo promotor Aloísio Rabelo de Rezende e foi obtido com exclusividade pelo jornal O Tempo. Jogador cumpre prisão em regime semiaberto e é condenado a mais de 20 anos de prisão pelo sequestro, assassinato e ocultação de cadáver da modelo Eliza Samudio. 
 
Manifestação é resultado de uma solicitação clube à Justiça. Junto com o pedido de trabalho, Operário pediu a transferência da execução da pena de Bruno para a cidade de Várzea Grande. Cabe ao juiz Tarciso Moreira de Souza decidir sobre a solicitação. "
 
Considerando que a obtenção de trabalho foi uma das condições assumidas para o cumprimento da pena no regime semiaberto em prisão domiciliar e tendo em vista a  profissão que sempre exerceu o reeducando e o teor da proposta de emprego por ele apresentada, o Ministério Público não se opõe ao requerimento", diz trecho do documento. 
 
Mesmo com a repercussão negativa da torcida, o Operário não desistiu da contratação do goleiro. Negociação é conduzida por Roberto Moraes, diretor da equipe do time de Várzea Grande.
Jumasa
Auto Posto Arinos LTDA
Judô
Soluti - Exatas Contabilidade
RC Sistemas
Faculdade Anhanguera
Sicredi





Inviolável



Interessado em receber notícias em seu e-mail?
Nós o notificaremos e prometeremos nunca enviar spam.


2002 - 2020 © showdenoticias.com.br