NOTÍCIA | DE OLHO EM BOLSONARO

TSE está de olho em eventual inelegibilidade de Bolsonaro

Esse inquérito foi aberto no mês passado, por decisão unânime dos sete ministros que compõem o plenário do TSE.

Por: Olhar Apurado UOL
Publicado em 17 de Setembro de 2021 , 08h34 - Atualizado 17 de Setembro de 2021 as 08h46


Reprodução
Por decisão do corregedor-geral da Justiça Eleitoral, ministro Luis Felipe Salomão, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) vai apurar se houve propaganda eleitoral antecipada e abuso de poder nas manifestações promovidas por Bolsonaro no 7 de Setembro.
 
A providência foi tomada no âmbito do inquérito administrativo sobre a disseminação por Bolsonaro de mentiras que associam as urnas eletrônicas a fraudes inexistentes e ameaças ao processo eleitoral de 2022. Esse inquérito foi aberto no mês passado, por decisão unânime dos sete ministros que compõem o plenário do TSE.
 
Para o colunista Josias de Souza, o TSE coleciona dados para instruir uma eventual decretação da inelegibilidade de Bolsonaro, o que impediria o presidente de disputar a reeleição em 2022. Esse tipo de procedimento não depende de denúncia da Procuradoria-Geral. Ou seja, está fora do alcance da blindagem de Augusto Aras.
 
A corte deve apurar a origem das verbas que financiaram os atos estrelados por Bolsonaro no Dia da Independência, incluindo o custo do transporte e diárias de manifestantes e a confecção de material em defesa do voto impresso. Além dos indícios de abuso de poder econômico, os atos podem ser enquadrados como campanha fora de época, o que é crime eleitoral.
 
Na newsletter Olhar Apurado de hoje, trazemos uma curadoria com os pontos de vista dos colunistas do UOL, que acompanham de todos os ângulos a repercussão do noticiário.
Sicredi
Covid-19
Exatas Contabilidade
Auto Posto Arinos LTDA
Jud
Jumasa
Soluti - Exatas Contabilidade

JUARA MATO GROSSO




Inviolável



Interessado em receber notícias em seu e-mail?
Nós o notificaremos e prometeremos nunca enviar spam.


2002 - 2022 © showdenoticias.com.br