NOTÍCIA | TÍTULO DE CIDADÃ

Presidente concede título de Cidadã Mato-grossense à defensora pioneira no combate à violência contra a mulher

Na oportunidade a deputada convidou a defensora para integrar a Câmara Temática de Combate à Violência Contra a Mulher que integrará os Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário.

Por: Assessoria de Imprensa da Janaina Riva
Publicado em 21 de Maio de 2019 , 09h45 - Atualizado 21 de Maio de 2019 ás 09h57


Mauricio Barbant/ALMT

A presidente da Assembleia Legislativa, deputada estadual Janaina Riva (MDB), agraciou na manhã desta segunda-feira (20.05), com o título de cidadã mato-grossense, a defensora pública Lindalva de Fátima Ramos, que atua na comarca de Barra do Garças e é pioneira em Mato Grosso na implantação da Patrulha Maria da Penha e no enfrentamento à violência contra a mulher, por meio da Rede de Frente.

Na oportunidade a deputada convidou a defensora para integrar a Câmara Temática de Combate à Violência Contra a Mulher que integrará os Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. “Você é pioneira nesse trabalho em Mato Grosso e tenho certeza, que assim como fez em Barra do Garças, diminuindo drasticamente esses índices, irá contribuir para a diminuição da violência em Mato Grosso”, disse a deputada.

A defensora está há 33 anos em Mato Grosso e disse que agora, sendo efetivamente uma cidadã mato-grossense, sua responsabilidade aumenta com relação a Mato Grosso. “Eu não esperava receber essa honraria, mas tendo recebido, minha responsabilidade aumenta muito. Com relação ao trabalho de combate à violência contra a mulher, é preciso entender que esse tipo de violência acontece em ciclos. Então para termos um combate mais efetivo, é necessário entender esses ciclos”, explica a defensora.

Rede de Frente - A Rede existe há cinco anos como grupo de entidades que trabalham para prevenir violência contra a mulher e há um ano como associação. “Em Barra do Garças, não temos um Núcleo que faça o atendimento específico desse público, mas eu, como defensora, atendo em média 30 mulheres por mês com relato de algum tipo de violência. As principais são a moral e a psicológica”, disse Lindalva.

 “A Rede de Frente tem cinco eixos de atuação. O quinto eixo, do qual esse projeto faz parte, foca na divulgação e na conscientização pessoal”, afirmou a defensora, uma das fundadoras e coordenadoras da Rede de Frente. Além da Defensoria, integram a Rede órgãos como o Ministério Público, a Justiça, as Polícias Civil e Militar, secretarias de assistência social, de saúde, instituições educacionais, entre outros.

Exatas Contabilidade
Judô
Sicredi
Jumasa
Auto Posto Arinos LTDA
RC Sistemas
Faculdade Anhanguera

0 | COMENTÁRIO
Nenhum comentário foi feito até o presente momento.




MAIS NOTÍCIAS

Inviolável


Interessado em receber notícias em seu e-mail?
Nós o notificaremos e prometeremos nunca enviar spam.


2002 - 2019 © showdenoticias.com.br