NOTÍCIA | PORRA MEU

Cala-se a voz do Porra Meu, morre Beto Juara, o peregrino da música.

Morre Beto Juara, o embaixador juarense que imortalizou a música Porra Meu.

Por: Aparicio Cardozo - Show de Notícias
Publicado em 16 de Setembro de 2021 , 10h09 - Atualizado 16 de Setembro de 2021 as 14h44


Página pessoa de Beto Juara no Facebook

Morreu nessa quinta-feira, dia 16 de setembro, em Sinop, onde estava internado para tratamento de complicações do COVID-19, Carlos Roberto Alves, o Beto Juara.

Beto Juara, como ficou conhecido por colocar a cidade em que viveu e amava como sobrenome, já havia passado pelo coronavírus, mas tinha complicações sérias nos pulmões e na manhã de hoje, não resistiu e acabou falecendo.

Filho do saudoso casal Benedito e Dona Celina, que já nos deixaram, Betinho, como também era conhecido, era irmão do saudoso Davi Silva, do Fernando e do amigo João Batista Silva, hoje morador de Sinop. Também deixa as irmãs Norma, casada com Kidney Frankin e Eliane, popular Mimi.

Nascido em Ecoporanga, no Espírito Santo, Beto veio para Juara ainda jovem. Aqui a família construiu o primeiro clube de lazer da cidade, o Clube Comercial, onde ele e seus irmãos Batista e Davi, promoviam grandes eventos, como bailes, gincanas, festivais e competições denominadas Colégio Contra Colégio.

O público lotava as dependências do Clube Comercial e as escolas se mobilizavam na organização de grupos ou individuais, para competir e ganhar os prêmios oferecidos. As famílias lotavam o clube para acompanhar os filhos, seja em encenações teatrais, cantando ou dublando alguma música nas competições organizada por eles.

Membro de uma família de músicos, o pai, Sr. Ditinho, era gaiteiro, o irmão Batista é um grande tecladista e também toca acordeom e ele, Beto, tocava violão e guitarra. Ele se auto intitulava, o peregrino da música. 

Clique no link e veja o clip da música Porra Meu: https://www.youtube.com/watch?v=cx1C0xV-kJw

Como músico, Beto era fã do Raul Seixas e compunha suas músicas no estilo do maior roqueiro brasileiro e levava suas canções, sempre no estilo Raulzito, pelo Brasil afora.

Ele também se tornou conhecido por outros estados brasileiros, sempre acompanhado do seu violão e dos discos que gravava e sobrevivia vendendo seus CDs e cantando nos mais diversos rincões do país.

Alegre, descontraído, Beto sempre tinha uma piada nova para contar aos amigos e seu sorriso estava sempre estampado no rosto.

Compositor de inúmeras canções, Beto fica imortalizado pela música “Porra Meu”, uma canção que satirizava a sua própria existência e tinha esse refrão.

Beto Juara era solteiro, mas deixa um filho, o pastor Decarlos Cleiton, que hoje é editor e produtor de vídeos.

Ao Show de Notícias Decarlos disse que gostaria que seu pai fosse lembrado pela alegria e irreverencia, sempre lutando para promover eventos e levar a sua música pelo Brasil.

Em sua página no Facebook, Decarlos escreveu a seguinte mensagem.

“Porra Meu...

Você foi guerreiro, andou o Brasil inteiro e agora foi fazer o seu show em outro plano...

Que Deus nos dê forças para superar a perda e a falta que sentiremos das suas piadas, cantorias é histórias...

Descanse em paz meu velho”.

RC Sistemas
Soluti - Exatas Contabilidade
Auto Posto Arinos LTDA
Sicredi
Exatas Contabilidade
Jud
Jumasa
Covid-19

JUARA MATO GROSSO



MAIS NOTÍCIAS


Inviolável



Interessado em receber notícias em seu e-mail?
Nós o notificaremos e prometeremos nunca enviar spam.


2002 - 2021 © showdenoticias.com.br