NOTÍCIA | VEJA O VÍDEO

PJC investiga se crime do Portal das Flores tem relção com tentativa que houve no bairro e se foi praticado por Facção Criminosa

Dr. Carlos também trabalha com a possibilidade desta morte ter relação com uma tentativa que houve há poucos dias naquele bairro.

Por: Aparicio Cardozo Show de Notícias
Publicado em 20 de Fevereiro de 2024 , 10h26 - Atualizado 20 de Fevereiro de 2024 as 10h35


Show de Notícias - Dr. Carlos Henrique Engelmann

O delegado titular da delegacia da Polícia Judiciária civil de Juara, Dr. Carlos Henrique Engelmann, concedeu entrevista ao site Show de Notícias nesta segunda-feira, dia 19 de fevereiro, para falar sobre as investigações do assassinato de um homem enquanto dormia, no bairro Portal das Flores, na madrugada do mesmo dia.

Sobre as investigações, Dr. Carlos disse que, assim que o fato aconteceu, os investigadores foram a campo para colher dados sobre o crime e que as primeiras provas foram coletadas e já existem nomes de possíveis suspeitos.

Dr. Carlos relata que o laudo pericial vai ser bastante importante para ajudar nas investigações e que, no momento, é conseguir prender o autor do ilícito, angariar a arma de fogo usada no crime, para ter mais subsídios nas investigações.

Ele entende que é prematuro divulgar qualquer coisa a respeito, pois isso acontecerá no final das investigações, mas que há indícios de que houve uma determinação para execução desse homem, por membros de facções criminosas que atua no estado.

No entanto, o delegado entende que o crime foi premeditado e a vítima acabou surpreendida dentro da sua própria casa, por alguém que foi enviado para cometer o crime.

Veja o vídeo com a entrevista do Dr. Carlos Henrique Engelmann

Sobre a possibilidade de que essa morte ter relação com uma tentativa ocorrida há alguns dias em frente a um supermercado do bairro, bem próximo do local em que o crime aconteceu, quando duas pessoas chegaram em uma moto e atiraram contra um homem que estava nas imediações, ele entende que é possível haja relação do cometimento destes fatos e que a PJC trabalha com todas as possibilidades.

O delegado pede que a sociedade não enalteça esse tipo de atitude praticada, supostamente por bandos de criminosos que se dizem organizados e que essa vítima perdeu a vida por que pessoas acreditam na autoridade de alguém que se diz organizado, que pertence a uma organização criminosa que atua no estado, inclusive de dentro dos presídios.

“Esse indivíduo que morreu hoje sofreu um processo disciplinar, talvez sumaríssimo e de maneira bastante violenta, por que pessoas enaltecem as ações de criminosos, que se atrevem, mesmo de dentro dos presídios, a governar e dizer o que a sociedade deve fazer”. Disse Dr. Carlos.

Dr. Carlos pede que a sociedade entre em contato com as forças de segurança, por a Constituição Federal diz que a segurança pública é um dever do estado, mas também é um dever e responsabilidade de todos.

 

 

Auto Posto Arinos LTDA
Sicredi
Exatas Contabilidade
Soluti - Exatas Contabilidade

JUARA MATO GROSSO



MAIS NOTÍCIAS


Interessado em receber notícias em seu e-mail?
Nós o notificaremos e prometeremos nunca enviar spam.


2002 - 2024 © showdenoticias.com.br