NOTÍCIA | CHUPETA DA DISCÓRDIA

Homem faz chupeta para funcionar carro, cobra 200 reais, agride dono do veículo e acaba preso.

O agressor estava agressivo e aparentando embriaguez ou uso de alguma substância ilícita.

Por: Show de Notícias com informações da PM Juara
Publicado em 19 de Maio de 2024 , 09h32 - Atualizado 19 de Maio de 2024 as 09h53


Reprodução - imagem meramente ilustrativa.

Uma ocorrência bastante atípica foi registrada pela Polícia Militar de Juara na noite de sábado, dia 18 de maio, onde um motorista ficou sem partida no veículo, por que a bateria perdeu a carga. Ele recebeu “ajuda” de outro motorista, mas o benefício acabou em agressão física e um suspeito preso.

Até certo ponto é normal isso acontecer, como também é normal, aparecer algum voluntário para ajudar e foi o que aconteceu, outro veículo parou ao lado e se ofereceu para funcionar o carro, usando cabos próprios para “chupeta”, que tinha em seu poder.

Rapidamente o carro voltou a funcionar, porém, o dono “benfeitor” cobrou R$ 200,00 (duzentos reais), pelo que seria apenas um favor e que não durou mais de 03 minutos.

O proprietário do veículo que estava sem partida reclamou do preço e iniciaram uma discussão. Em seguida o homem que emprestou o cabo da chupeta, usou a ferramenta para agredir o dono do carro, desferindo um golpe na cabeça dele e no rosto de um amigo que estava junto.

O fato aconteceu por volta das 22H30, na Rua Niterói, centro de Juara. As vítimas acionaram, que esteve no local e registrou o boletim de ocorrências, nº 2024.148301, como lesão corporal e desobediência as ordens dos militares.

O dono do veículo, que virou vítima, foi identificado apenas pelas iniciais FHSC, o companheiro dele, que também foi agredido, é C. A. S e o “benfeitor”, que virou agressor, foi identificado como O.S.P.

Ao tentarem conversar com o agressor, os policiais perceberam que ele estava agressivo, aparentemente sob efeito de bebida alcoólica ou alguma outra substância ilícita e não aceitou ser conduzido para a Delegacia, sendo necessário o uso de progressivo de força e algemas para conseguir contê-lo.

Em consultas nos bancos de dados da Secretária de Justiça de Mato Grosso, foi encontrada uma ocorrência anterior contra o agressor, também por lesão corporal.

 

Auto Posto Arinos LTDA
Sicredi
Soluti - Exatas Contabilidade
Exatas Contabilidade

JUARA MATO GROSSO



MAIS NOTÍCIAS


Interessado em receber notícias em seu e-mail?
Nós o notificaremos e prometeremos nunca enviar spam.


2002 - 2024 © showdenoticias.com.br