NOTÍCIA | DESCASO

Ponte do Marginal continuará matando gente se a prefeitura não sinalizar e colocar proteção.

A responsabilidade de melhorar a sinalização e as proteções da ponte, é do município de Juara.

Por: Aparicio Cardozo Show de Notícias
Publicado em 17 de Maio de 2024 , 18h08 - Atualizado 17 de Maio de 2024 as 18h23


Show de Notícias - Ponte do Marginal

A reportagem do Show de Notícias visitou nesta quinta-feira, dia 16 de maio, a ponte sobre o Córrego Marginal, localizada na MT 338, estrada de Juara a Águas Claras, distante cerca 08 ou 09 km da cidade sede do município, , para verificar as condições daquela em que se encontra aquela obra, que é do estado, mas está sob a responsabilidade do município de Juara.

A reportagem do Show de Notícias esteve na ponte nessa quinta-feira, dia 16 de maio e mostrou com imagens exclusivas de drone, a curva que tem antes de chegar na ponte, sentido Águas Claras Juara e a falta de sinalização adequada no trecho.

Clique AQUI e veja a matéria completa com imagens aéreas do local

 

Além da falta de sinalização, as cabeceiras da ponte também não têm proteção, sinalização com fitas refletivas e falta proteção nas laterais, como uma madeira forte colocadas uma de cada lado, com uma espécie de cerca ao redor, tipo guard rail, (como essa da foto, sobre a ponte do Rio dos Peixes, construída pela prefeitura de Tabaporã) para evitar que pessoas ou veículos caiam na água em qualquer movimento errado.

Motoristas e pessoas que passam quase que diuturnamente na MT 338, elogiaram as condições de trafegabilidade da estrada que está patrolada, muito bem cascalhada, mas depende de mais cuidados ao dirigir, pois tem muita poeira nessa época e os condutores imprimem uma velocidade muito maior, correndo o risco de acidentes.

O Senhor Antônio Francisco de Souza, morador há 40 anos na região de Guarantã e depois em Águas Claras, elogiou a estrada, disse que está muito boa, porém, destacou o risco de acidentes, principalmente na ponte do Marginal.

“A gente que conhece, já vem se cuidando porque sabe da curva e da ponte estreita, sem proteção, mas, para quem passa as primeiras vezes nesse trecho, a sinalização, cabeceira e proteções nas laterais da ponte são muito importantes”. Destacou seu Antônio.

Antônio Francisco lembrou de vários acidentes que aconteceram no local, ceifando a vida de muitas pessoas conhecidas, sendo que o último deles foi o seu amigo Aroldo Aparecido, o Aroldo Tropeiro, que morreu na semana passada, quando o carro em que estava caiu dentro do rio.

 

O piscicultor Leandro Gasques, que tem criação de peixes no Assentamento Banco da Terra e passa quase que diariamente na estrada, também chamou a atenção para o risco de acidentes, devido da falta de sinalização e proteção na ponte.

Leandro elogiou o trabalho da prefeitura, que mantém a estrada em bom estado, substituiu vários bueiros por tubos ao longo da rodovia, mantendo a boa trafegabilidade, mas cobrou também, uma atenção especial para esse local.

“Os desvios podem ser melhorados, as curvas podem ser endireitadas, as vezes com pequenos ajustes, vai melhorar muito mais, por isso é preciso pedir aos nossos vereadores, pessoal da prefeitura, para tomarem providencias. Com certeza, dá para melhorar”. Disse Leandro.


Auto Posto Arinos LTDA
Soluti - Exatas Contabilidade
Sicredi
Exatas Contabilidade

JUARA MATO GROSSO



MAIS NOTÍCIAS


Interessado em receber notícias em seu e-mail?
Nós o notificaremos e prometeremos nunca enviar spam.


2002 - 2024 © showdenoticias.com.br