NOTÍCIA | INQUÉRITO POILICIAL

Suposto assassino de Ferradura é ouvido pelo delegado de Juara e permanece em liberdade

O delegado ainda não concluiu o inquérito e aguarda o desfecho final para ver se pede ou não a prisão do mesmo.

Por: Redação Show de Notícias
Publicado em 27 de Outubro de 2020 , 16h39 - Atualizado 27 de Outubro de 2020 as 16h41


Arquivo Show de Notícias - Dr. Carlos Henrique

O delegado da Polícia Judiciária Civil de Juara, Dr. Carlos Henrique Engelmann, se pronunciou na manhã dessa terça-feira, dia 27 de outubro, em uma entrevista para a TV local, sobre o caso do assassinato do pecuarista Donizete Reguine Gonçalves, o popular Ferradura, ocorrido na noite de sexta-feira, dia 23 de outubro.  

Dr. Carlos explicou que, logo em seguida ao crime, investigadores da Polícia Judiciária Civil entraram em cena, em busca do possível autor do fato, que foi localizado e feito contato com ele, o delegado foi até outra cidade da região Noroeste do estado para ouvi-lo e demais pessoas que possam ter conhecimento do fato.

Dr. Carlos Enrique não delineou nomes e nem se irá pedir a prisão preventiva do suspeito, disse apenas, que tudo depende da conclusão do inquérito policial e a análise do Ministério Público e do Judiciário.

O delegado explicou que a propriedade do segundo veículo que estava no local do episódio, uma caminhonete S10, placas NLF 8507, de Juína, ainda está sendo checada.

Como ainda não recebeu os laudos periciais, o delegado não pode afirmar com precisão se houve luta corporal entre a vítima e o autor dos tiros e nem quantos tiros foram disparados ou pelo Donizete ou pelo possível autor do fato.

Para não prejudicar o bom andamento das investigações, o delegado não declarou o nome do suposto autor do fato.

Segundo circulou nas redes sociais, a caminhonete S10, placas NLF 8507, de Juína, é de propriedade do suposto autor do fato e teria tido problemas mecânicos, por isso permaneceu no local após o ocorrido.

De acordo com informações paralelas a investigação e não oficiais, as quais o Show de Notícias teve acesso, tudo aconteceu por que havia uma contenda financeira entre a vítima e o suposto envolvido, supostamente, por questões de quitação de serviços prestados pelo agressor para Donizete em sua Fazenda, com uma máquina de sua propriedade.

Outra versão trazida à baila pelas redes sociais, dão conta de que o suposto autor do crime teria agido em legitima defesa, pois foi agredido primeiro pela vítima.

 

Soluti - Exatas Contabilidade
Jud
Sicredi
Auto Posto Arinos LTDA
RC Sistemas
Jumasa
Exatas Contabilidade
Covid-19




MAIS NOTÍCIAS


Inviolável



Interessado em receber notícias em seu e-mail?
Nós o notificaremos e prometeremos nunca enviar spam.


2002 - 2020 © showdenoticias.com.br