NOTÍCIA | TREMORES DE TERRA

Terra treme 2,5º na escala Richter no distrito de Catuaí em Juara.

Em 1950 foi registrado o maior abalo sísmico da região, 6,9º de intesnidade

Por: Show de Notícias com informações
Publicado em 09 de Setembro de 2019 , 15h43 - Atualizado 09 de Setembro de 2019 ás 17h39


Reprodução

Os moradores do Distrito Administrativo de Catuaí, no município de Juara vem sentido constantes tremores de terra tremer, sem saber o que está acontecendo.

No entanto, no último dia 05 de setembro, por volta das 05 horas da manhã, um abalo um pouco mais forte foi sentido por diversos moradores do Distrito e chamou a atenção do professor Leandro Rafael Camargo, que dá aulas na Escola Municipal, que mandou um e-mail para o centro nacional de sismologia, para ver se captam alguma coisa por lá.

Segundo o professor, nesses dias ele estava ministrando aula sobre o assunto, para alunos do 08º e 09º anos e no mesmo dia os tremores voltaram a acontecer.

Leandinho conta que várias pessoas saíram de dentro das suas casas, inclusive ele, para ver o que estava acontecendo.

O professor teve seu e-mail respondido pelo analista José Roberto, que pediu mais detalhes sobre os tremores, mas confirmou que ele foi sentido em Brasília, registrado como sendo um tremor em Juara, na escola de 2,5º na escala do meridiano de Greenwich.

O registro em Brasília foi registrado pelos sismógrafos às 01h44, horário de Brasília na magnitude de 2,5º na escala Richter. O analista José Roberto confirmou que isso acontece com frequência, porém, fica registrado como sendo em Juara, já que não existe registro no mapa do distrito de Catuái.

É importante dizer, que o laboratório sismográfico da UNB, Universidade de Brasília, mantém estacoes sismológicas na região do Vale do Arinos, uma vez que há registros de abalos mais fortes, sentidos na região de Novo Paraná, em Porto dos Gaúchos, onde, segundo os engenheiros, há uma falha geológica entre duas placas tectônicas, que se deslocam causando abalos na região do Vale do Arinos.

 

O último abalo registrado na região foi em novembro de 2018, também nessa faixa de intensidade, porém, apesar dos abalos, os efeitos dos tremores nem sempre são sentidos pelos moradores.

 

O fato é explicado pelo sismólogo da Obsis-Unb, Juraci Carvalho. Segundo ele, para ser percebido pelos cidadãos comuns, o abalo deve ter magnitude entre 3 e 3,5 graus na escala Richter, usada para medir a magnitude dos terremotos.

Maior terremoto do país

A região é conhecida pelos pesquisadores por ter registrado o maior tremor do Brasil no dia 31 de janeiro de 1950, quando um abalo de magnitude de 6.9 graus na escala Richter foi registrado na Serra do Tombador, a 100 km de Porto dos Gaúchos.

Apesar de ter sido considerado de forte impacto, o tremor não trouxe danos à pequena população que na época vivia nas proximidades do local onde ocorreu o abalo. Se tivesse acontecido no centro de uma cidade como Cuiabá, por exemplo, o sismo poderia derrubar casas e prédios, entre outras consequências.

Faculdade Anhanguera
Exatas Contabilidade
Auto Posto Arinos LTDA
Jumasa
RC Sistemas
Judô
Sicredi

0 | COMENTÁRIO
Nenhum comentário foi feito até o presente momento.




MAIS NOTÍCIAS

Inviolável


Interessado em receber notícias em seu e-mail?
Nós o notificaremos e prometeremos nunca enviar spam.


2002 - 2019 © showdenoticias.com.br