NOTÍCIA | ARIPUANÃ

Proprietária de supermercado é presa por vender carne imprópria para o consumo humano

Até o fim desta semana outros estabelecimentos serão vistoriados.

Por: DECOM-MPMT
Publicado em 21 de Fevereiro de 2019 , 08h15 - Atualizado 21 de Fevereiro de 2019 ás 09h23


Arquivo Show de Notícias - IMAGEM MERAMENTE ILUSTRATIVA

Após ser notificada pelo Ministério Público Estadual sobre a necessidade de fiscalização dos estabelecimentos que comercializam produtos alimentícios em Aripuanã, a Vigilância Sanitária do município apreendeu, nesta terça-feira (19), no Supermercado Rossetto 540 kg de carne imprópria para ingestão humana. A proprietária do estabelecimento foi presa em flagrante pelo crime de vender ou ter em depósito matérias-primas ou mercadorias em condições impróprias para consumo. 

 

De acordo com o promotor de Justiça Carlos Frederico Régis de Campos esta não é a primeira vez que o referido estabelecimento é autuado por comercializar produtos impróprios ao consumo. Inclusive o Ministério Público já ingressou com ação civil púbica contra a proprietária que no decorrer da tramitação firmou acordo judicial mas não vem cumprindo as obrigações assumidas. Por conta disso, nos próximos dias a Promotoria de Justiça ingressará com ação de execução. 

Até o fim desta semana outros estabelecimentos serão vistoriados. O Ministério Público concedeu prazo de 5 dias para que o órgão de fiscalização encaminhe ao MPE relatório com o resultado das ações.

 

Exatas Contabilidade
Sicredi
RC Sistemas
Auto Posto Arinos LTDA
Judô
Faculdade Anhanguera
Jumasa

0 | COMENTÁRIO
Nenhum comentário foi feito até o presente momento.




MAIS NOTÍCIAS

Inviolável


Interessado em receber notícias em seu e-mail?
Nós o notificaremos e prometeremos nunca enviar spam.


2002 - 2019 © showdenoticias.com.br