NOTÍCIA | TRAGÉDIA NO RIO

Após tragédia, chuva volta a cair em Petrópolis; Defesa Civil aciona 14 sirenes

Há previsão de pancadas de chuva, de intensidade moderada a forte, na cidade da Região Serrana até sábado (19)

Por: Bruna Oliveira, do R7
Publicado em 19 de Fevereiro de 2022 , 08h52 - Atualizado 19 de Fevereiro de 2022 as 08h58


Reprodução

A chuva voltou a cair na cidade de Petrópolis, na Região Serrana, na tarde desta quinta-feira (17), dois dias após o pior temporal dos últimos 90 anos no município deixar mais de 110 mortos. Hoje, a Defesa Civil acionou 14 sirenes para alertar a população sobre o risco de chuva forte.

Os moradores das localidades da 24 de Maio, Ferroviários, Vila Felipe (Chácara Flora), Sargento Boening, São Sebastião (Adão Brand,  Vital Brasil) e Siméria receberam o aviso sonoro.

Também foi emitido alerta de mobilização para evacuação de moradores das áreas de risco do Quitandinha, por SMS e grupos de comunicação por aplicativo, em razão do volume de chuva que atinge a cidade no momento.

Em vídeos compartilhados nas redes sociais, foi possível ver que as ruas voltaram a ficar alagadas em alguns pontos, como no bairro Alto da Serra. 

Há previsão de pancadas de chuva, de intensidade moderada a forte principalmente, entre os períodos da tarde de quinta (17), sexta (18) e sábado (19), com a possibilidade de raios e rajadas de vento forte.

Mais cedo, a prefeitura pediu que as pessoas se desloquem para locais seguros, como os pontos de apoio. Estas estruturas estão ativas nas escolas Marcelo Alencar, na avenida Amaral Peixoto; Chiquinha Rolla, na rua Campos – n° 1; e Escola Paroquial Bom Jesus, rua Dr. Thouzet, n° 820.

Nestes locais, a população receberá o suporte de profissionais de Assistência Social, Saúde, Educação, Agentes Comunitários, além da Defesa Civil.A Defesa Civil orientou ainda que a população fique atenta aos avisos e siga as orientações de segurança. Em caso de emergência, as pessoas devem ligar para o 193 (Corpo de Bombeiros) e 199 (Defesa Civil).

Interdições

Em meio às buscas pelas vítimas, a cidade de Petrópolis ainda sofre com riscos de novos deslizamentos, o que pode atrapalhar o trabalho dos mais de 500 bombeiros que atuam no local. A rua Nova, na comunidade 24 de Maio, e a Vila Manoel Correa, na rua Teresa, foram interditadas. E a Defesa Civil realizou evacuação das áreas.

"De acordo com a análise de geólogos da Defesa Civil, a situação requer a ação de caráter preventivo, tendo em vista as grandes dimensões do bloco rochoso existente na região, que está localizado a montante da Rua Nova, em meia encosta", informou por meio de nota.

 

 

 

As pessoas desalojadas foram encaminhadas para a Escola das Comunidades Santo Antônio, já que a estrutura para acolhimento da população que funcionava no bairro teve que ser desmobilizada por conta do risco no momento.

Vítimas da tragédia

Ao menos 117 mortes já foram confirmadas pelas autoridades em Petrópolis, na Região Serrana, após um temporal atingir a cidade na quarta-feira (15). O município foi castigado pela enxurrada e deslizamentos. O volume registrado em seis horas foi maior do que o previsto para todo o mês de fevereiro.

De acordo com a última atualização da Polícia Civil, 116 pessoas continuam desaparecidas na cidade. Os registros foram feitos pela DDPA (Delegacia de Descoberta de Paradeiros), que integra a força-tarefa da instituição para atender as vítimas. 

Os agentes da especializada estão percorrendo os pontos de apoio e abrigos da cidade para preencher formulários e confeccionar as formalidades necessárias.Os dados estão sendo cruzados com a relação do IML.

Durante o trabalho dos policiais da DDPA, três pessoas que constavam na lista de desaparecidos foram localizadas no Colégio Estadual Rui Barbosa. Outras 15 tiveram o óbito confirmado. Ao menos seis identificações estavam duplicadas.

Soluti - Exatas Contabilidade
Exatas Contabilidade
Covid-19
Auto Posto Arinos LTDA
Sicredi
Jud

JUARA MATO GROSSO



MAIS NOTÍCIAS


Inviolável



Interessado em receber notícias em seu e-mail?
Nós o notificaremos e prometeremos nunca enviar spam.


2002 - 2022 © showdenoticias.com.br