MPMT apresenta alegações finais e requer condenação de envolvidos no “Caso Grampolândia”

O Ministério Público se posicionou pela absolvição dos acusados CEL PM Ronelson Jorge de Barros e Ten CEL PM Januário Antonio Edwiges Batista,

Por: Assessoria de Imprensa MPE-MT
Publicado em 04 de Outubro de 2018, 07h36 - Atualizado 04 de Outubro de 2018 ás 07h42


Reprodução Rádio Serra - Cuiabá (Imagem ilustrativa)

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso apresentou nesta quarta-feira (03), as alegações finais no processo relacionado ao “Caso Grampolândia”. Em relação ao Coronel PM Zaqueu Barbosa foi requerida a condenação pelos crimes de falsificação de documento público, falsidade ideológica e realização de operação militar sem ordem superior. Devido à continuidade delitiva da prática dos crimes, fator que ocasiona o aumento da pena, a condenação pode chegar até 23 anos de prisão.

Nas alegações finais também foi solicitada a condenação do Cabo PM Gerson Luiz Ferreira Correa Junior por falsificação de documento público e falsidade ideológica, cuja pena pode chegar até 18 anos de prisão, também devido à continuidade delitiva. Já o CEL PM Evandro Alexandre Ferraz Lesco poderá será condenado pelo crime de realização de operação militar sem ordem superior, que prevê de três a cinco anos de reclusão.

Em relação aos acusados CEL PM Ronelson Jorge de Barros e Ten CEL PM Januário Antonio Edwiges Batista, o Ministério Público se posicionou pela absolvição.

Jumasa
Judô
Exatas Contabilidade
Faculdade Anhanguera
Sicredi
Auto Posto Arinos LTDA
RC Sistemas

0 | COMENTÁRIO
Nenhum comentário foi feito até o presente momento.




MAIS NOTÍCIAS

Inviolável


Interessado em receber notícias em seu e-mail?
Nós o notificaremos e prometeremos nunca enviar spam.

CADASTRE-SE



2002 - 2018 © showdenoticias.com.br