Caminhoneiro que vinha para MT é morto em protesto em Rondônia

Vítima, cuja identidade não foi revelada, chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos

Por: MídiaNews/Jad Laranjeira
Publicado em 31 de Maio de 2018, 11h09 - Atualizado 31 de Maio de 2018 ás 11h20


Renato Barros/Rede Amazônica

Um caminhoneiro – de identidade ainda não revelada – foi morto na tarde desta quarta-feira (30), após ser atingido por uma pedrada na cabeça na BR-364, em Vilhena (RO), ao tentar passar próximo a um dos pontos de bloqueio da greve da categoria.

Conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a vítima foi atacada quando estava vindo para Comodoro (677 km de Cuiabá).

Ele chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros, mas não resistiu aos ferimentos e morreu pouco tempo depois.

Testemunhas relataram que o caminhão estava estacionado às margens da rodovia, quando um carro de passeio passou ao seu lado e uma pedra foi arremessada contra o parabrisa, que quebrou e o atingiu na cabeça.

Segundo a PRF de Vilhena, apesar do trecho onde aconteceu a agressão contra o caminhoneiro já ter sido desmobilizado, moradores da região continuaram com os protestos e atacando todos os caminhoneiros que passavam pelo local.

Confusão também em MT

Em Mato Grosso, soldados do Exército usaram gás lacrimogêneo e balas de borracha para dispersar caminhoneiros em greve. O caso aconteceu no final da tarde de terça-feira (29) no Distrito Industrial, em Cuiabá.

Os manifestantes deitaram nas pistas da BR-364 na tentativa de impedir a passagem de caminhões que chegavam à Capital escoltados pela  PRF e o Exército. 

Em Rondonópolis, um caminhão que era escoltado pela PRF foi cercado por uma multidão de caminhoneiros que os impedia de deixar a cidade.

Desmobilização

Nesta quarta-feira (30), uma força-tarefa liderada pelo Exército e a PRF desmobilizou seis dos maiores pontos de concentração de caminhoneiros em greve nas rodovias do Estado. A expectativa é que o movimento, que completou 10 dias, comece a enfraquecer a partir de agora.

De acordo com o superintendente da PRF no Estado, Aristóteles Cadidé da Silva, a ação foi iniciada por volta das 4h, desta vez sem resistência dos manifestantes.

Conforme a Polícia Militar, dos 29 pontos de bloqueio de caminhoneiros em Mato Grosso, há apenas pontos ativos em Lucas do Rio Verde (350 km a médio-norte de Cuiabá), Sinop (500 Km de Cuiabá) e Guarantã do Norte (a 721 km de Cuiabá), na BR-163.

Judô
Auto Posto Arinos LTDA
Exatas Contabilidade
Sicredi
Social Show
Jumasa
RC Sistemas
Faculdade Anhanguera

0 | COMENTÁRIO
Nenhum comentário foi feito até o presente momento.




MAIS NOTÍCIAS

Inviolável


Interessado em receber notícias em seu e-mail?
Nós o notificaremos e prometeremos nunca enviar spam.

CADASTRE-SE



2002 - 2018 © showdenoticias.com.br