NOTÍCIA | RECEPTAÇÃO

Polícia Civil prende receptador de fios de cobre e botijões de gás em Sorriso

J.A.P.S., 61, conhecido como “Buda”, foi autuado em flagrante pelo crime de receptação. Com ele os policiais civis recuperaram grande quantidade de fio de cofre e dois botijões de gás, provenientes dos furtos.

Por: Assessoria | PJC-MT
Publicado em 12 de Abril de 2019 , 09h16 - Atualizado 12 de Abril de 2019 ás 09h25


Assessoria | PJC-MT

Um homem considerado um dos maiores receptadores de fios de cofres e botijão de gás da região norte de Mato Grosso foi preso pela Polícia Judiciária Civil, na manhã desta quinta-feira (11.04), no município de Sorriso (420 km ao Norte). 

J.A.P.S., 61, conhecido como “Buda”, foi autuado em flagrante pelo crime de receptação. Com ele os policiais civis recuperaram grande quantidade de fio de cofre e dois botijões de gás, provenientes dos furtos.

As investigações decorreram de diversos boletins de ocorrências, referentes a subtração de fios de cobres e outros materiais, acontecidas em obras da Prefeitura Municipal de Sorriso e em outras obras de particulares. Somente em obras de iluminação da Prefeitura foram oito furtos cometidos.

Durante diligências investigativas, os policiais civis passaram a monitorar os comércios de reciclagem existentes na cidade. Conforme apurado, J.A.P.S. foi identificado por receptar os produtos subtraídos (fios de cobre e botijão de gás) os quais eram furtados por pessoas usuárias de entorpecentes. 

Com base nos indícios levantados, a equipe deslocou até o comércio de reciclagem pertence ao investigado, no bairro São Matheus. Após autorização do mesmo, foram realizadas buscas no estabelecimento sendo localizados sacos com fios de cobre, característicos das obras de construção e também de cabos novos.

No local, foram apreendidos dois sacos de fios conduflex de 10 mm; um saco de fios de cobre descascados de 2,5 mm; um saco de fios 2,5 mm intactos; dois botijões de gás; entre outros materiais como furadeira, lâmpadas, faca, canivete e punhal.

Na ocasião o proprietário foi entrevistado e não soube informar a procedência dos materiais localizados em seu comércio.
Diante do flagrante, o suspeito foi conduzido à delegacia, interrogado e preso pelo crime de receptação. Foi arbitrada fiança no valor de oito salários mínimos.

No entanto, J.A.P.S não efetuou o pagamento sendo posteriormente apresentado para audiência de custódia.

Faculdade Anhanguera
RC Sistemas
Jumasa
Sicredi
Auto Posto Arinos LTDA
Exatas Contabilidade
Judô

0 | COMENTÁRIO
Nenhum comentário foi feito até o presente momento.




MAIS NOTÍCIAS

Inviolável


Interessado em receber notícias em seu e-mail?
Nós o notificaremos e prometeremos nunca enviar spam.


2002 - 2019 © showdenoticias.com.br