Polícia prende suposto chefe de esquema e mais 24 por fraudes

Tribunal de Justiça de Mato Grosso expediu 60 ordens judiciais, entre elas 25 de prisão

Por: MÍDIA NEWS/JAD LARANJEIRA DA REDAÇÃO
Publicado em 05 de Dezembro de 2018, 21h03 - Atualizado 05 de Dezembro de 2018 ás 21h36


A Polícia Civil confirmou no final da tarde desta quarta-feira (5) que cumpriu os 25 mandados de prisão contra pessoas investigadas na Operação Mão Dupla, que apura fraudes na obtenção da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), no Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT).

 

De acordo com a Delegacia Especializada em Crimes Fazendários (Defaz), que está à frente das investigações, no total, 60 ordens judiciais foram expedidas, dentre elas 35 buscas e apreensões.

 

O líder do esquema seria um examinador do Detran, identificado como Silvio José B. de Almeida. Além dele há o envolvimento de donos de autoescolas, instrutores e até mesmo de servidores já aposentados.

 

A fraude já existia há pelo menos 10 anos. No entanto, a Polícia Civil ainda não sabe dizer quantas pessoas se beneficiaram do esquema durante essa década. Porém até o momento, 30 pessoas já foram identificadas e tiveram suas CNHs canceladas.

 

Durante os trabalhos investigativos, foram juntadas aos autos 21 confissões de candidatos que confirmaram o pagamento de valores que variavam de R$ 1 mil a R$ 4 mil para serem aprovados sem a necessidade de realizar as provas.

 

Devido à facilidade com que o examinador conseguia as carteiras, a Polícia suspeita que ainda existam servidores de alto escalão envolvidos no esquema, mas que ainda não foram identificados.

 

A Operação Mão Dupla mobilizou 180 policiais civis (delegados, investigadores e escrivães). Os mandados foram cumpridos em Cuiabá (13 presos), Várzea Grande (4 presos), São Félix do Araguaia (3 presos), Chapada dos Guimarães (1 preso), Campo Verde (2 buscas), Tangará da Serra (1 preso), Juína (1 preso) e Rondonópolis (2 presos). Os mandados foram expedidos pela 7ª Vara Criminal de Cuiabá.

 

A operação apreendeu grande quantidade de documentos nos endereços das pessoas investigadas e ainda três veículos (Hilux, S10 e Sandeiro), supostamente comprados com dinheiro ilícito da venda de CNHs.

 

Todos os mandados foram cumpridos na casa dos investigados e não houve mandados na sede do Detran ou em Ciretrans do interior e nem para autoescolas.

 

Os documentos, como processos para obtenção de CNH, serão analisados e submetidos à perícia. 

 

Veja a lista dos presos que atuavam de forma mais ativa no esquema, segundo a Polícia Civil:

 

Silvio José B. de Almeida – Examinador e suposto líder do esquema

Marcos Vinicius L. da Rocha – Examinador

Aguinalda Mota Oliveira – Examinadora

Leopoldo Rafael D. Alves – Examinador

Ana Lúcia da C. Meira – Examinadora

Ataide Dias de Moura – Examinador

Joanil Fernandes de Melo – Examinador

Hugo César Ramos Partenez – Examinador

Admil Silva de Moraes – Examinador

Benedito Odenir Silva – Examinador

Jackson Silva Campos – Examinador

Juliano Maçal Rosa – Examinador

Wellington Douglas da Silva – Examinador

Bruno Alexandre G. da Cunha – Examinador

Marinalda Benedita C. Pereira – Servidora

Alesson Machado – Examinador

Ronaldo P. Antunes – Examinador

 

 

Exatas Contabilidade
Sicredi
Faculdade Anhanguera
RC Sistemas
Judô
Jumasa
Auto Posto Arinos LTDA

0 | COMENTÁRIO
Nenhum comentário foi feito até o presente momento.




MAIS NOTÍCIAS

Inviolável


Interessado em receber notícias em seu e-mail?
Nós o notificaremos e prometeremos nunca enviar spam.


2002 - 2018 © showdenoticias.com.br