Bem vindo(a)! Hoje é - Segunda-Feira, 29 de Agosto de 2016
Eleição: A famosa caminhonete D20 preta está de vota às ruas de Juara.

A caminhonete mais política de Juara, uma D20 preta, está de volta após 04 anos.

Pelo visto ela só aparece mesmo em tempos de eleição e fica exposta aos finais de semana, na Avenida Rio Arinos, normalmente em frente a uma agência bancária.

Pelo visto, um velho chavão do futebol, também se aplica à política, “Em time que está ganhando não se mexe”.

Claro, a estratégia deu tão certo na eleição, que se repete em 2016. Foi de estufar a urna, com 96 votos, o que, também, pode se repetir esse ano.

Como diria Zagalo, “vocês vão ter que me engolir”.

(0) Comentários nesta publicação
E começou o blá blá blá do horário eleitoral

O horário eleitoral gratuíto obrigatório, é um espaço “democrático” para que o candidato mostre a que veio e o eleitor indeciso decida em quem vai votar.

Pois bem, nos primeiros dias, já deu para perceber quão preparados estão os nossos candidatos e candidatas.

Tem aqueles que, mesmo lendo não conseguem formar uma frase e dizer o que escreveram para ele.

Outros não sabem nem o nome do próprio candidato a prefeito que apoiam. A Luciane virou LUCIANA, o Pedro Cobo é Pedro Cobe.

E assim caminha a humanidade.

 

Nove serão eleitos, mas, será que nossa futura câmara será mais uma semianalfabeta?

(0) Comentários nesta publicação
Triste realidade: muitos só vão à câmara por interesse próprio.

Um triste episódio que se repete rotineiramente na Câmara de Vereadores de Juara. Normalmente o plenário está vazio, uma vez que não há uma valorização da função do vereador.

Não podemos afirmar se a culpa é da população ou do próprio vereador, mas é lamentável ver que a casa lota em dias que alguma instituição ou seguimento, tem interesse em alguma coisa a ser votada ou algo que necessita do Poder Legislativo, mas é só acabar o que interessa, o plenário é esvaziado imediatamente.

Vejam a imagem registrada pelas lentes Farofinísticas, em uma dessas ocasiões.

A foto foi tirada na mesma sessão, tudo por que o presidente passou por cima do regimento e abriu espaço para uma cerimônia paralela, antes da abertura da Sessão Ordinária.

Assim que terminou a cerimônia, quem estava interessado nela esvaziou o plenário, fiando apenas quem estava realmente interessado no trabalho dos legisladores.

Triste, muito triste. Seria bom saber o que faz um vereador, pelo menos para adquirir o direito de criticar ou elogiar.

(0) Comentários nesta publicação
Blog Amigo Faro Fino 2016 © Todos os direitos reservados.